Como exercer a medicina na Austrália? Explicamos neste post!

Você é profissional da área médica, tem interesse em dar entrada em um processo de visto e desempenhar sua profissão em terras australianas? Saiba que é possível exercer medicina na Austrália. A área da saúde — mais especificamente medicina — possui uma grande demanda de profissionais, e, na mesma proporção, diversos requisitos e exigências.

Por ser uma área delicada que está em contato direto com a população diariamente, e em função de o nível exigido para atuação no país ser excepcional, a demanda de profissionais é alta, para conseguir atender a toda a população com excelência. O país passa por uma carência de profissionais qualificados, principalmente, em regiões do interior.

Neste post, vamos mostrar como é possível validar o diploma em outro país, qual o departamento responsável pela documentação e os requisitos a serem preenchidos. Se você é médico(a) e deseja trabalhar e morar nesse belo país, continue a leitura!

Como validar o diploma de medicina na Austrália?

Embora a demanda para médicos cirurgiões, psiquiatras, anestesistas, entre outros, seja grande, provavelmente, essas são as áreas com mais exigências e requisitos para a validação da profissão na Austrália. 

Cada profissão é admitida por um departamento específico, que fica responsável pela validação do diploma e sua autenticação no país. A medicina na Austrália é reconhecida pelo departamento MedBA (Medical Board of Australia).

Se você é da área médica e seu diploma foi obtido fora da Austrália ou Nova Zelândia, é necessário conseguir um registro emitido no país, equivalente ao CFM (Conselho Federal de Medicina), e prestar uma prova de reconhecimento de habilidades, ou skills recognition do AMC (Australian Medical Council) — uma organização que se compromete em manter os padrões de qualidade das profissões médicas e proteger a saúde da população australiana.

Nesse processo, é fundamental fornecer comprovações da sua formação acadêmica e experiência profissional, bem como encaminhar tais documentos para análise do órgão responsável.

Originalmente, existem três caminhos principais para aplicação. Abaixo, mostraremos quais são essas categorias e para qual perfil de profissional cada uma é indicada. 

Regulação com Autoridade Competente

A modalidade Autoridade Competente, ou The Competent Authority Pathway é um caminho indicado para profissionais que desejam atuar com medicina na Austrália, e não foram treinados no exterior, mas também pode incluir médicos de clínica geral, identificados no Brasil como “clínico geral”. Se você deseja a conquista de um registro geral, este é o caminho correto. 

O primeiro passo é saber se o curso concluído é aceito pelo conselho médico australiano e se sua universidade está presente no Diretório Mundial de Escolas Médicas, ou World Directory of Medical Schools (WDOMS). A partir dessa verificação, você deve se inscrever no MedBA (Medical Board of Australia).

Os IMGs (International Medical Graduates) aprovados nos exames certificados na Austrália, ou que concluíram treinamento por uma instituição aprovada pelo conselho médico australiano, podem solicitar esta avaliação. 

O conselho de medicina na Austrália dispõe de algumas instituições internacionais para avaliar o conhecimento médico e as habilidades clínicas dos aplicantes. 

Algumas dessas instituições são:

  • General Medical Council (UK)
  • Medical Council of Canada (LMCC)
  • Educational Commission for Foreign Medical Graduates of the United States (USMLE)
  • Medical Council of New Zealand (NZREX)
  • Medical Council of Ireland (IRL)

De acordo com as leis atuais, o conselho de medicina na Austrália pode fornecer um registro — provisório ou geral — baseado na equivalência de qualificações atribuídas, ou por meio da conclusão de um exame. Nesse processo é solicitada a conclusão satisfatória de 12 meses de prática supervisionada, com o mínimo de 47 semanas de serviço em período integral. A partir da exigência dos 12 meses de experiência supervisionada, o MedBA (Medical Board of Australia) determina a obrigatoriedade de ter uma oferta de emprego para iniciar o processo de reconhecimento da profissão na Austrália.

Regulação para Especialista

A regulação para Especialista, ou The Specialist Pathway, é destinada para os médicos especialistas formados no exterior, que desejam equiparar sua formação acadêmica com a de um especialista da mesma área formado na Austrália. E, também, para especialistas treinados no exterior em alguma área especializada de necessidade na Austrália. 

Os médicos que possuem qualificação inicial em medicina e cirurgia em instituição reconhecida pelo AMC e pelo WDOMS e que preenchem os requisitos de treinamento e exames para a atuação nesta especialidade no seu país de origem, também podem solicitar a avaliação nesta modalidade — reconhecimento especializado ou área de necessidade.

Neste caso, as inscrições devem ser realizadas diretamente nas universidades especializadas, na sua devida área de atuação.

Regulação para Médico Padrão

Se você não se encaixa nas modalidades anteriores, a alternativa de regulação para Médico Padrão, ou The Standard Pathway, é o caminho que pode conceder a você um registro geral no Conselho de Administração. Este caminho é o padrão para os IMGs (International Medical Graduates) que procuram o registro geral no Conselho de Administração.

Optando por este caminho, o médico deve possuir qualificação em medicina geral e cirurgia, concedida por uma instituição reconhecida pelo AMC e WDOMS. Para os profissionais que desejam se aplicar nesta regulação, a candidatura deve ser realizada diretamente com o AMC.

Lembrando que, antes de realizar a inscrição, é necessário ter concluído testes do AMC CAT MQC.

Informações importantes

É de extrema importância conferir todas as informações, documentos e provas necessárias diretamente com os órgãos responsáveis. Lembrando que todo esse processo deve ser realizado antes da sua viagem para a Austrália.

Os médicos que passarem pelo processo e iniciarem a atividade da profissão na Austrália devem, antes de tudo, ter um registro no MedBA da região específica onde pretendem trabalhar. Após a disponibilidade do visto, os médicos também precisam aplicar ao Medicare Australia e possuir um número de provedor de cuidados médicos (Medicare Provider Number), para conseguir prescrever medicamentos ou exercer atividades como clínico geral.

Neste artigo, vimos que exercer a medicina na Austrália não é um processo tão simples para ser concluído, porém, se torna valioso no final. O país possui diversas oportunidades nas mais variadas áreas da medicina e os departamentos responsáveis prezam pela excelência dos profissionais.

Suas dúvidas sobre como exercer a medicina na Austrália foram esclarecidas? Então, assine nossa newsletter para receber novidades em primeira mão.

Mail