Saiba qual a melhor época para fazer intercâmbio na Nova Zelândia

melhor época para fazer intercâmbio na Nova Zelândia

Você decidiu estudar em uma instituição de ensino neozelandesa e ter a experiência de viver no segundo país mais pacífico e seguro do planeta, conforme o relatório do Global Peace Index 2018. Porém, está indeciso sobre qual é a melhor época para fazer intercâmbio na Nova Zelândia ?!Se esse for o seu caso, não se preocupe. Você definitivamente não é o único!

É importante conhecer a fundo as características do país, especialmente em relação ao clima, às estações, ao período letivo e como chegar até ele, tendo a certeza de que embarcará no momento certo e aproveitará essa experiência ao máximo.

Foi pensando nisso que, neste post, fizemos um apanhado de informações para ajudá-lo a se decidir sobre quando começar os seus estudos. Acompanhe!

Como é o clima na Nova Zelândia?

Ao contrário do que se pensa, o clima na Nova Zelândia não é tão diferente do Brasil. Isso porque ele é temperado e tem como principais aspectos a precipitação de chuvas e neve, a umidade constante e as temperaturas moderadas, sem grandes alterações ou picos ao longo das estações — tanto é que a média na ilha é de 20 ºC.

“Mas, por qual motivo o clima lá não é tão diferente do Brasil?”, você deve estar se questionando. Pois bem, falamos isso porque a Nova Zelândia fica abaixo do Trópico de Capricórnio, a mesma linha que corta todos os estados do Sul (Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul).

Ou seja, a região compartilha o mesmo clima da terra dos kiwis. Isso significa que você não terá grandes surpresas ao mudar de país para estudar, já que contará com uma referência do que pode ou não esperar no seu destino.

Como são as estações do ano no país?

Já que mencionamos as estações no tópico anterior, vamos nos aprofundar nesse assunto. Primeiramente, é importante saber que elas ocorrem tal como no Brasil — e não inversamente como nas nações do hemisfério norte.

Abaixo, reunimos algumas informações que podem ajudá-lo a escolher a melhor época para fazer intercâmbio na Nova Zelândia de acordo com as estações. Veja:

  • primavera (23 de setembro a 21 de dezembro): dias amenos com temperaturas entre 15 ºC e 20 ºC. É a temporada ideal para aproveitar os parques e as reservas naturais do país, que são muitas. Quanto ao vestuário, as roupas leves predominam;
  • verão (21 de dezembro a 20 de março): época do ano com as temperaturas mais altas, entre 20 ºC e 25 ºC. É um ótimo período para explorar o litoral da ilha, fazer atividades ao ar livre e conhecer pontos turísticos;
  • outono (20 de março a 21 de junho): as temperaturas diminuem, marcando entre 13 ºC e 17 ºC, e o clima começa a esfriar gradualmente. Na hora de se vestir, as sobreposições se tornam frequentes. Durante esses meses, o foco está nas programações culturais e eventos públicos (como festivais) ao ar livre para integrar a população;
  • inverno (21 de junho e 23 de setembro): as temperaturas caem e giram em torno de 10 ºC a 15 ºC. O vestuário muda e pede o uso de roupas apropriadas para o clima. Além disso, na região sul do país, é comum a prática de esportes de aventura como ski e snowboard, passeios pelas geleiras e afins.

Qual é o custo das passagens aéreas?

“E o custo dos voos para a Nova Zelândia? Há algum período em que as passagens são mais acessíveis?”, você deve estar se questionando, já que essa é uma das despesas mais significativas do intercâmbio. Por isso, saiba que a resposta é: sim.

Geralmente, a viagem para a terra dos kiwis fica mais em conta quando realizada na baixa estação, entre os meses de fevereiro a maio e agosto a novembro.

Já na alta estação, que compreende os demais meses e é marcada pelas férias escolares e pelo auge do verão e do inverno, os valores sobem significativamente.

Fazendo um levantamento no site Viajanet, de São Paulo para Auckland, entre novembro de 2018 e abril de 2019, a média de gasto com passagens é de, no mínimo, R$ 4.494,00. Contudo, não é tão simples precisar esse preço, viu? Isso porque ele pode variar diariamente devido a fatores diversos, como:

  • (des)valorização do real e do dólar neozelandês;
  • companhia aérea responsável por fazer os trechos;
  • local de partida e destino na chegada;
  • tipo de voo escolhido (direto, com escala ou com conexão) e classe desejada (econômica, executiva e primeira classe);
  • aumento ou queda na procura por passagens para a Nova Zelândia;
  • promoções e ofertas que reduzem o preço total dos trechos.

Vale lembrar ainda que, como praxe, voos de ida e volta com o intervalo de um ano saem mais baratos do que aqueles com diferença de 30 dias entre a chegada e a partida, por exemplo.

Logo, vale a pena avaliar a possibilidade de fazer um intercâmbio com longa duração, pois você encontrará bons preços e ainda terá uma experiência mais aprofundada no seu destino.

Qual é a época de abertura de inscrições e início das aulas?

Por fim, não podemos deixar de falar sobre dois assuntos de extrema importância: o início das aulas em território neozelandês e a abertura de inscrições para matrícula em escolas ou universidades. Quanto ao primeiro tema, tenha em mente que o ano letivo começa no primeiro semestre, assim como acontece no Brasil.

Dessa forma, fica mais fácil planejar o seu intercâmbio, já que quem pretende estudar em um país europeu tem que se adaptar a um calendário escolar/acadêmico oposto ao nosso — que começa em setembro e continua em janeiro do ano seguinte.

Já em relação à abertura de inscrições, é preciso ficar atento, já que ela vai variar de acordo com o tipo de curso que você pretende fazer. Para high school, graduação e pós-graduação, por exemplo, ela começa meses antes do início das aulas para que o estudante internacional possa providenciar toda a documentação necessária, dar entrada no visto, programar a acomodação, etc.

Ou seja, se você pretende fazer uma dessas três modalidades na Nova Zelândia a partir do segundo semestre de 2019, deve entrar em contato com a instituição de ensino e iniciar todo o processo ainda nos seis primeiros meses do ano.

Por outro lado, os cursos de inglês — como os gerais e os preparatórios para o IELTS e o Cambridge — são mais flexíveis, pois escolas como: a Edenz, a Embassy English e a Kaplan formam novas turmas ao longo de todo o ano e você pode escolher não só a duração (de 1 a 52 semanas), como também o melhor período para fazê-los (durante as suas férias de dezembro e janeiro, por exemplo).

Agora que você já sabe como definir a melhor época para fazer intercâmbio na Nova Zelândia, não deixe de ponderar todas as informações que reunimos neste post, certo? Assim, será muito mais fácil e seguro bater o martelo sobre quando iniciar sua jornada do outro lado do mundo!

Gostou das dicas do artigo? Aproveite para entrar em contato conosco e descobrir como podemos auxiliá-lo, já que ter o suporte de uma agência de intercâmbio durante esse processo faz toda a diferença!

Mail