Visto 491 da Austrália: saiba o que é e como solicitá-lo!

Vai precisar se mudar para a terra dos cangurus a trabalho? Então, saiba que o atual visto 489 será substituído pelo visto 491. Isso, porque o visto 491 foi providenciado para atender a indivíduos qualificados em ocupações específicas e que desejam morar em qualquer uma das áreas regionais do país australiano por um período de até cinco anos.

Sendo assim, o Visto Regional da Subclasse 491 de Trabalho Qualificado é um novo visto de migração criado pela Austrália e que começou a ser válido no dia 16 de novembro de 2019. Suas principais características são os pontos testados, o limite de idade — até 45 anos — e a solicitação de uma avaliação de habilidades positivas.

Se você deseja saber mais sobre o visto 491 na Austrália, não deixe de ler este artigo!

Qual é o objetivo do visto 491?

Como mencionamos, o novo visto 491 tem como objetivo substituir o atual visto 489. Por meio dele, o imigrante que deseje trabalhar em qualquer uma das áreas regionais designadas pela Austrália terá a autorização de residir no país com a família por um período de até cinco anos.

Durante esse tempo, é garantido que todos os membros da família possam estudar normalmente. Além disso, após um período de três anos, o portador do visto poderá solicitar um visto de residência permanente no país. 

No entanto, o requerente do visto 491 deve ser nomeado por uma agência governamental do estado ou território australiano; ou patrocinado por um membro da família que resida em uma área regional designada e que solicite o visto, após o envio de uma Expressão de Interesse (EOI) no SkillSelect.

Como obter o visto 491?

Existem três maneiras para obter o visto da subclasse 491: estadia prolongada, convidado, entrada subsequente. Confira cada um deles!

Estadia prolongada 

A estadia prolongada é responsável por estender seu tempo de permanência na Austrália por até cinco anos. Sendo assim, os requisitos específicos de elegibilidade para garantir a sua qualificação no fluxo Extended Stay Pathway do visto da subclasse 491 estabelecem que você tenha apenas um dos seguintes vistos provisórios:

  • visto regional qualificado (subclasse 475);
  • visto regional qualificado (subclasse 487);
  • visto regional independente qualificado (subclasse 495);
  • visto provisório patrocinado por área designada qualificada (subclasse 496).

Além de dispor de qualquer um desses vistos, é necessário que o requerente busque cumprir com todas as condições exigidas até dois anos antes de solicitar o visto. De forma geral, as condições e os benefícios para quem escolher o Extended Stay Pathway do visto da subclasse 491 são as seguintes:

  • permissão para trabalhar em qualquer serviço, independentemente da sua área de formação;
  • possibilidade de viver, trabalhar e estudar em sua área regional designada;
  • viver e trabalhar na região patrocinadora da sua estadia, caso você possua um visto regional qualificado patrocinado por um estado ou território australiano;
  • morar em qualquer área designada da Austrália, caso um membro da família o patrocine.

Convidado

A alternativa “convidado” do visto da subclasse 491 só pode ser solicitada quando o requerente é patrocinado por um estado, território ou parente australiano. Além disso, é necessário que seja enviado um pedido ao governo australiano para ser considerado para o visto, por meio de uma Expressão de Interesse (EOI).

Nesse sentido, os requisitos específicos de elegibilidade para se qualificar para o visto da subclasse 491 são:

  • ter idade inferior a 45 anos (tanto quando você solicita o visto quanto quando recebe o convite);
  • dispor de uma ocupação incluída na lista relevante de ocupações qualificadas;
  • ser qualificado e ter experiência em sua área de atuação;
  • obter, no mínimo, 65 pontos no teste de inglês até três anos antes de receber o convite.

A última condição pode ser dispensada para cidadãos (ou portadores de passaportes válidos) dos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Nova Zelândia e República da Irlanda.

O benefício de adquirir o Invited Pathway do visto da subclasse 491 é poder viver, trabalhar e estudar normalmente na Austrália por cinco anos.

Entrada subsequente

A entrada subsequente permite que você solicite o visto da subclasse 491 se tiver um parente que resida na Austrália e concorde em patrocinar sua estadia no país. Isso significa que o seu patrocinador terá que concordar formalmente em assumir suas responsabilidades.

Dessa forma, os requisitos específicos de elegibilidade determinam que seu cônjuge ou filho dependente (com mais de 18 anos) deve patrociná-lo e ter um dos seguintes vistos:

  • visto regional qualificado (subclasse 475);
  • visto regional qualificado (subclasse 487);
  • visto regional independente (provisório) qualificado (subclasse 495);
  • visto patrocinado por área designada qualificada (subclasse 496).

Além disso, será preciso pagar uma taxa adicional caso você não tenha uma compreensão funcional do inglês. As vantagens desse visto são as mesmas do de estadia prolongada.

Para saber qual é a melhor opção para você, é importante considerar a ajuda de uma empresa especializada em intercâmbios para ajudá-lo a identificar a alternativa que esteja mais adequada às suas habilidades.

Tendo isso em mente, os requisitos para solicitar qualquer uma dessas alternativas são basicamente os mesmos. Sendo assim, é preciso que o requerente:

  • tenha menos de 45 anos (no momento da apresentação do pedido e quando receber o convite);
  • atenda aos requisitos de saúde e caráter do governo australiano;
  • não tenha dívidas pendentes com o governo australiano;
  • não tenha tido um visto recusado ou cancelado pelo governo australiano em nenhum momento do passado.

Quais são as características e benefícios do visto 491?

As características e os requisitos de cada uma das alternativas para conseguir o visto 491 são bastantes específicas. No entanto, existem alguns benefícios comuns entre as três opções, tais como:

  • viver, trabalhar e estudar na área regional designada na Austrália por até cinco anos;
  • conhecer os principais pontos turísticos da Austrália;
  • ter o filho e/ou enteado vivendo, trabalhando e estudando por perto, podendo desfrutar dos mesmos benefícios que você;
  • solicitando residência permanente na Austrália, desde que cumprindo com as condições de qualificação estabelecidas.

Com base nessas informações, é possível perceber que o visto 491 da Austrália oferece alternativas diferentes de solicitação. Nesse caso, o apoio de uma empresa especializada nesse tipo de serviço faz toda a diferença, pois ela saberá guiá-lo pelas melhores escolhas.

Gostou do artigo e quer saber mais? Então, baixe o nosso e-book para descobrir tudo de que precisa para fazer um intercâmbio na Austrália!

Mail