Como inserir dependentes no visto de estudante para a Nova Zelândia? Confira

Quer se mudar com a família, mas não sabe como funciona o visto de dependente para a Nova Zelândia? Então, este artigo foi feito para você!

A Nova Zelândia tem sido um dos destinos mais escolhidos pelos brasileiros que desejam estudar em outro país. Isso se deve não apenas à beleza ímpar do lugar, mas também ao modelo de ensino oferecido pelo governo neozelandês, que está entre os melhores do mundo.

Além disso, existem outros fatores que fazem a diferença no momento da decisão: a qualidade de vida e a fácil aceitação da cultura estrangeira. Por esses motivos, a Nova Zelândia é, sem dúvidas, um dos melhores lugares para se viver.

No entanto, quando se pretende mudar com a família, é normal que surjam dúvidas. Por isso, preparamos este artigo para explicar como inserir dependentes no visto de estudante para a Nova Zelândia. Acompanhe a leitura!

Quem pode inserir dependentes no visto da Nova Zelândia?

Pode-se dizer que a política de imigração da Nova Zelândia é bastante simples. No entanto, existem alguns detalhes que merecem atenção, como é o caso da inclusão de dependentes no visto, uma vez que esse direito varia conforme o visto escolhido. Sendo assim, para entender melhor como funciona esse processo, é importante saber quais pessoas são consideradas dependentes e partners.

De maneira geral, a Nova Zelândia considera dependentes as pessoas que fazem parte do núcleo familiar, ou seja, os filhos, sejam eles de sangue ou não. Já o partner se refere ao cônjuge. Abordaremos detalhes em um tópico mais adiante neste texto.

Dessa forma, pode inserir dependentes e/ou partners quem solicitar o visto de trabalho (seja por um sponsor, ou um post study work visa) ou estudante, desde que seja para cursar uma graduação em qualquer especialidade com duração mínima de 1 ano. 

No primeiro caso, o acompanhante pode permanecer no país durante todo o período do visto, e os filhos poderão frequentar uma escola pública no decorrer desse tempo. Já para quem vai como estudante, o cônjuge pode solicitar um visto de partner de visitante, mas não tem permissão para trabalhar de forma legal. Além disso, ele tem o direito de estudar por um período de 12 semanas.

Caso o curso escolhido seja um programa de graduação Level 7 (Bacharel), 8 (Pós-graduação, qualificação que consta na lista de demanda Long Term Skill Shortage List), 9 (Master) ou 10 (Doutorado), o cônjuge pode solicitar um visto de patner de trabalho e tem o direito de estudar por um período de 12 semanas. Nesse caso, os filhos também poderão frequentar uma escola pública.

No entanto, se você não tem um cônjuge, mas tem filhos e deseja levá-los com você como dependentes do seu visto, saiba que é possível, mas eles só poderão frequentar uma escola quando o seu visto de trabalho for validado no país.

Quantos dependentes podem ser inseridos?

Por se tratar de filhos ou cônjuge, o governo neozelandês não determina um limite para a quantidade de dependentes. No entanto, é importante que todos atendam aos critérios estabelecidos pelo visto escolhido, para que não haja complicações durante o processo.

Em caso de vistos para estudantes de curso de inglês, não se pode incluir outra pessoa como dependente. Sendo assim, é necessário que o acompanhante ou cada membro da família recorra ao visto de visitante, uma opção menos burocrática com validade de 90 dias.

Quais são os principais critérios a respeito do assunto?

Para que sejam incluídos dependentes no seu visto, é fundamental atentar aos critérios estabelecidos. Dessa forma, para que o cônjuge receba o visto de partner, é necessário que seja provado que o relacionamento do casal é estável e genuíno. Para isso, deve-se apresentar o máximo de evidências possíveis para atestar que ambos vivem juntos.

Podemos citar como exemplo de evidências:

  • certidão de casamento ou união civil;
  • contas conjuntas de serviços públicos, como de energia ou água;
  • certidão de cada filho do casal;
  • fotos dos dois juntos;
  • relatórios de parentes e amigos alegando que reconhecem o relacionamento;
  • contrato de aluguel;
  • contas bancárias conjuntas.

Quanto à inclusão dos filhos como dependentes, existem alguns critérios que precisam ser observados. Para vistos temporários, é importante que o filho tenha menos de 19 anos, esteja solteiro e sem filhos e tenha dependência financeira.

Para o visto de residente, a idade limite é de 24 anos, e as exigências são as mesmas citadas para a concessão do visto temporário. Ainda, é importante ressaltar que, mesmo que o seu filho não atenda aos critérios para se tornar um dependente, é possível que ele acompanhe você, bastando, para isso, solicitar um visto por direito próprio. 

Quais são os benefícios concedidos aos dependentes?

Como já citamos, os benefícios oferecidos aos dependentes são a possibilidade de poder permanecer no país durante todo o período de estadia de seu responsável. Em alguns casos, o cônjuge tem a autorização para trabalhar de forma legal e, ainda, pode estudar por um período de até 12 semanas. Quanto aos filhos, eles passam a ter o direito de frequentar uma escola pública normalmente.

É possível colocar dependentes no visto de estudo e trabalho?

Sim, mas desde que tudo esteja de acordo com as exigências já mencionadas. O cônjuge e/ou filhos só poderão ir como dependentes se o requerente principal receber um visto de trabalho ou de estudante para cursar alguma especialização de nível superior com duração mínima de 1 ano, como graduação e pós-graduação.

Apesar de parecer um processo simples, solicitar o visto de dependente para a Nova Zelândia pode gerar algumas complicações quando não for feito da maneira correta. Por esse motivo, é de suma importância que você conte com a ajuda de uma agência de intercâmbio para auxiliar na aplicação para o visto e, assim, indicar a você o passo a passo certo para incluir dependentes no processo.

Se você achou que este artigo ajudou a sanar as suas principais dúvidas e tem interesse em saber mais sobre o assunto, o que acha de entrar em contato conosco agora mesmo? Assim, poderemos ajudá-lo com mais precisão e atenção!

Mail