Conheça os 2 melhores lugares para trabalhar no exterior

Conhecer os melhores lugares para trabalhar no exterior é algo muito importante para qualquer pessoa que pretende passar uma temporada longe do Brasil. Afinal, manter-se em terras estrangeiras é algo que se torna muito mais simples quando contamos com uma boa vaga, seja ela temporária, no caso de intercâmbios, ou fixa, quando nos mudamos para outro lugar.

A Austrália e a Nova Zelândia, por exemplo, estão entre as melhores nações para encontrar um emprego fora do território brasileiro. Esses países estão em constante busca por profissionais qualificados de todo o planeta e, portanto, há sempre uma série de vagas muito interessantes esperando para serem preenchidas.

Gostaria de conhecer um pouco mais sobre as particularidades dos melhores lugares para trabalhar no exterior? Então, continue com a gente! Ao longo de nossa conversa, discutiremos sobre as vantagens de trabalhar na Austrália e na Nova Zelândia, dois países repletos de oportunidades para os brasileiros!

1. Austrália

Famosa por suas lindas praias e pelo povo simpático e receptivo, a Austrália é uma ilha de dimensões continentais que abriga a maior parte do continente da Oceania. Por aqui, há muitas cidades com características bem diferentes, mas há uma coisa que todas elas têm em comum: a grande quantidade de oportunidades de empregos para estudantes estrangeiros.

A seguir, confira algumas das características do setor empregatício nesse país!

Como é a legislação trabalhista na Austrália?

Na Austrália, os vínculos trabalhistas são obtidos por meio de contratos e não por uma carteira de trabalho, como acontece no Brasil. Assim, há bem menos burocracia e problemas na hora de conseguir um novo emprego.

Além disso, há uma série de benefícios disponíveis, como as férias anuais, licença-maternidade e afastamento em caso de necessidade médica ou de problemas na família, como morte ou acidentes graves.

Quais são os trabalhos mais populares entre os estudantes?

Os estudantes estrangeiros na Austrália geralmente podem optar entre os trabalhos casuais ou part-time, ou seja, de meio período (que exigem, normalmente, cerca de 38 horas trabalhadas por quinzena).

As vagas mais procuradas por estudantes na Austrália incluem:

  • atendentes em lojas;
  • balconistas;
  • babás;
  • garçom e garçonete;
  • funções em supermercados.

Quais vagas estão disponíveis para profissionais brasileiros?

De modo geral, a Austrália também está sempre procurando mão de obra qualificada para preencher vagas específicas no país.

Os campos que mais precisam de profissionais para atuar em território australiano são:

  • médicos;
  • médicos veterinários;
  • engenheiros;
  • contadores;
  • economistas;
  • enfermeiros;
  • pilotos;
  • desenvolvedor de programas.

Essas e outras vagas podem ser conferidas no Skilled Occupation List de 2019.

Quais são os documentos necessários para trabalhar?

A seguir, confira quais são os documentos fundamentais para começar a trabalhar na Austrália:

  • visto de estudo e trabalho;
  • carta de intenções;
  • TFN.

Contar com a ajuda de uma agência é sempre a melhor pedida! Assim, você terá a certeza de que todos os documentos necessários serão apresentados.

Como funcionam os pagamentos na Austrália?

O salário-mínimo australiano é de AU$ (dólares australianos) 18,93 a hora. Esse piso salarial deve ser seguido por todas as empresas, independentemente de seu segmento. Com isso, é claro, há vagas que pagam mais, mas esse é o mínimo que pode ser oferecido aos colaboradores.

Para estudantes e outros grupos, o salário-mínimo normalmente é um pouco menor do que esse valor. Os salários são normalmente baseados nas horas trabalhadas, ou seja, o trabalhador ganha exatamente pelo valor que ele produz. Na maioria das vezes, o número de horas está estipulado no contrato e o pagamento é feito semanalmente.

Quais são as vantagens de optar por trabalhar na Austrália?

A Austrália é um dos países com menores taxas de desemprego em todo o mundo e, ainda assim, há muitas vagas disponíveis para pessoas com os mais variados níveis de estudo e de proficiência no inglês.

Além disso, esse é um ótimo país para estudar e trabalhar simultaneamente, com leis que protegem o trabalhador e com uma infraestrutura de excelência para seguir os estudos e conseguir um dinheirinho extra.

2. Nova Zelândia

O outro país símbolo da Oceania é a Nova Zelândia, que é muito menor do que a Austrália em território, mas igualmente conhecido mundialmente por suas belezas naturais inacreditáveis. Por ter uma infraestrutura privilegiada, essa nação também é um dos melhores lugares para trabalhar no exterior e uma grande acolhedora de mão de obra estrangeira, com muitas vagas disponíveis para estudantes.

Conheça, então, as características mais marcantes dos empregos na Nova Zelândia e saiba como eles funcionam!

Como é a legislação trabalhista na Nova Zelândia?

Assim como na Austrália, a legislação não conta com uma carteira de trabalho, como no Brasil. Por aqui, as contratações podem ocorrer por meio de contratos individuais ou coletivos, quando um sindicato atua como intermediário no processo.

Há, de modo geral, dois tipos de contrato: os temporários, com um prazo específico de duração, e os ‘’abertos’’, que funcionam nos casos de empregos que não têm data para serem finalizados. Benefícios, como as férias anuais (que duram 3 semanas), também são concedidos.

Quais são os trabalhos mais populares entre os estudantes?

Os estudantes estrangeiros na Nova Zelândia podem trabalhar por até 20 horas semanais. Esse período é estendido na época de férias escolares, tornando-se ilimitado.

As vagas mais procuradas por esses estudantes são:

  • garçom ou garçonete;
  • atendente de restaurantes e bares;
  • atendente de lojas;
  • área de vendas;
  • babá;
  • assistente de limpeza.

Quais vagas estão disponíveis para profissionais brasileiros?

Os profissionais brasileiros que já estão formados e querem se aventurar com um emprego na Nova Zelândia também são contemplados com vagas incríveis, que nunca param de surgir.

As principais áreas de atuação dos estrangeiros em terras neozelandesas são:

  • turismo e hotelaria;
  • telecomunicações;
  • tecnologia da informação;
  • engenheiros;
  • médicos;
  • médicos veterinários;
  • economistas.

As vagas que se encontram em alta demanda podem ser conferidas no site Careers NZ.

Quais são os documentos necessários para trabalhar?

Há uma série de documentos solicitados pelas autoridades neozelandesas para os que querem trabalhar por lá. Eles incluem:

  • visto de trabalho;
  • IRD;
  • comprovante de abertura de conta bancária.

Mais uma vez, recomendamos buscar a ajuda de uma agência especializada nesse tipo de processo para ajudá-lo com os principais trâmites burocráticos.

Como funcionam os pagamentos na Nova Zelândia?

Na Nova Zelândia, também existem salários-mínimos específicos que devem ser seguidos por todos os empregadores. Há uma faixa salarial para menores de 17 anos e para maiores de 18.

Assim como na Austrália, o salário normalmente é pago por semana. Por isso, é necessário se adaptar a essa nova realidade para poder gerenciar os pagamentos da forma adequada.

Quais são as vantagens de optar por trabalhar aqui?

A Nova Zelândia é, além de um país belíssimo, um local de muitas oportunidades. A ótima infraestrutura do local e os altos investimentos do governo em setores como a saúde e a educação fazem dessa nação uma das melhores para se viver em todo o mundo.

Por isso, estudar e trabalhar nesse país é sempre uma boa oportunidade tanto para os que estão começando a aprimorar o inglês ou para aqueles que já têm uma certa qualificação e buscam novos caminhos na vida profissional.

Como podemos observar, a Austrália e a Nova Zelândia são dois dos melhores lugares para trabalhar no exterior. Com muitas oportunidades, vagas incríveis e, claro, também por serem países de primeiríssimo mundo, essas são duas alternativas muito interessantes para estudantes e pessoas que buscam uma carreira fora do Brasil.

Conhece outras pessoas que pretendem fazer um intercâmbio ou morar fora do Brasil a trabalho? Então, compartilhe este artigo em suas redes sociais para que elas também possam conhecer as principais particularidades dos empregos na Austrália e na Nova Zelândia!

Mail