Como validar o curso de Engenharia na Austrália? Entenda aqui

Não há dúvidas: os empregadores australianos são um dos que melhor pagam os funcionários no mundo. Por lá, o ganho mensal de um empregado é superior a 1,6 mil dólares australianos (cerca de R$ 5 mil), segundo o Australian Bureau of Statistic (ABS). E o cenário fica ainda mais promissor para quem trabalha com Engenharia na Austrália!

Pensando nisso, o post a seguir explica como é a validação do diploma de Engenharia na terra dos cangurus, quanto tempo dura o processo, qual é o órgão equivalente ao Conselho Federal de Engenharia e Agronomia na nação e por que contar com uma agência de intercâmbio para não lidar com imprevistos nesse momento.

Ficou curioso? Então, leia agora mesmo o artigo e tire suas dúvidas!

Quais são as vantagens de trabalhar na Austrália como engenheiro?

De fato, os australianos têm uma das menores taxas de desempregados no país, com cerca de 5% de pessoas sem trabalho, de acordo com métrica do ABS. Assim, a economia pujante transforma a Austrália em um destino único para trabalhadores brasileiros, que sonham com oportunidades para crescer profissionalmente.

Mas, você deve estar se perguntando por que, exatamente, o país é um ótimo destino para engenheiros brasileiros? A resposta tem a ver com as listas de trabalho com alta demanda, seja para curto, médio e longo prazo, que o governo da Austrália divulga anualmente para a comunidade internacional.

Nesse momento, cargos ligados à formação em Engenharia Civil e à Engenharia Elétrica, principalmente, estão recrutando profissionais internacionais em todo o país. Em outras regiões da Austrália, engenheiros de diferentes áreas também estão sendo convocados, o que amplia a chance de candidatos brasileiros conseguirem ofício na Oceania.

Por fim, a Austrália é promissora para engenheiros porque oferece altos salários para a função. O PayScale, site que calcula os ganhos salariais de várias profissões de Exatas, afirma que engenheiros civis e elétricos, com alta demanda na terra dos cangurus, podem ganhar a partir de 60 mil dólares australianos anualmente (cerca de R$ 200 mil).

Como é a validação do diploma de Engenharia na Austrália?

Até o momento, você entendeu que a Austrália oferece bons salários e tem um mercado de trabalho aberto para os engenheiros brasileiros. Porém, a dúvida que fica é esta: como validar o diploma de graduação em Engenharia, obtido em instituições de ensino nacionais, no maior país da Oceania?

Para responder à questão, é preciso afirmar que a validação do diploma em Engenharia na Austrália é feita pelo órgão similar ao Conselho Federal de Engenharia e Agronomia no país, verificando a pertinência dos documentos que provam a formação e a experiência profissional do engenheiro estrangeiro.

Portanto, o processo começa com a apresentação de documentos, tais como:

  • teste de nivelamento em inglês;
  • histórico escolar e profissional com tradução juramentada;
  • diploma de conclusão do curso superior;
  • certificados de pós-graduação no exterior e cursos de especialização (se for o caso);
  • carta de recomendação das empresas nas quais trabalhou;
  • três assessments (avaliações de competências) que provam a experiência profissional na área.

Os assessments fazem parte das estratégias de Competency Demonstration Report (Relatório de Demonstração de Competências, em tradução livre) e se dividem nestes três tipos:

  1. Continuing Professional Development (resumo do desenvolvimento profissional);
  2. Career Episodes (documento que relata três episódios da carreira);
  3. Summary Statement of Evidence for Competency Elements (Resumo da Evidência de Elementos de Competência, em português, relato que comprova experiência e estudos de caso na área).

Após apresentar o documento ao órgão competente, o candidato deve aguardar a resposta definitiva da entidade para continuar com o pedido de visto para trabalhar na Austrália.

Qual o tempo de duração do processo de validação?

Até aqui, você entendeu como se dá a validação de diploma em Engenharia na Austrália, porém, uma dúvida muito comum é sobre o tempo de duração desse processo.

Para acalmar os ânimos dos candidatos, é necessário entender que os órgãos que validam ou rechaçam o seu diploma na nação australiana precisam comprovar se a formação internacional é equivalente ao marco da Australian and New Zealand Standard Classification of Occupations (ANZSCO).

Em razão da complexidade do trabalho, é possível que o processo de validação do seu diploma nacional leva até um semestre para obter algum retorno.

Qual é o órgão equivalente ao CREA no país?

No Brasil, o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CREA) funciona como autarquia pública para fiscalizar e regular as profissões de engenheiro e agrônomo, tendo papel importante na institucionalização dessas áreas no país.

Na terra dos cangurus, porém, a Instituição de Engenheiros da Austrália, também conhecido como Engineers Australia ou pela abreviação IEAust, é o órgão sem fins lucrativos que se dedica, desde meados do século passado, à regularização das engenharias no país.

Dessa forma, cabe à IEAust avaliar não apenas as competências dos engenheiros australianos como também é responsável por verificar as habilidades de imigrantes e validar, havendo provas contundentes, o diploma de formação em Engenharia no exterior. 

Por que contar com uma agência de intercâmbio durante o processo?

A validação de diploma junto à Engineers Australia costuma se estender por alguns meses e causar, naturalmente, várias dúvidas nos candidatos. Por isso, a recomendação é contar com o know-how de agências de intercâmbio, com escritório no Brasil e na Austrália, para ter êxito nesse processo.

As agências de intercâmbio lidam, diariamente, com candidatos que desejam trabalhar e estudar na Austrália e sabem quais são os documentos necessários para conseguir a aprovação do órgão regular da profissão no país, sem margem de erro para problemas de verificação sobre a experiência profissional e acadêmica no exterior.

Além disso, as empresas de intercâmbio podem mediar o contato do profissional com possíveis empregadores na Austrália e auxiliar o brasileiro a escolher o melhor lugar no país para viver, levando em consideração a qualidade de vida e o custo-benefício de cada território, estado e cidade australiana.

Neste post, você entendeu por que vale a pena trabalhar com Engenharia na Austrália e como é o processo para validar o diploma de formação nacional no país-continente. Então, separe seus documentos com antecedência para não sofrer com imprevistos durante o processo, que pode ser auxiliado por uma agência de intercâmbio.

O tema deste post foi útil, não é? Agora, assine a newsletter do blog e não perca mais informações relevantes para seu intercâmbio na Austrália e na Nova Zelândia!

Mail