8 animais da Oceania para conhecer [agora]

A Oceania é um continente que encanta por diversos motivos e um deles é a sua fauna, que conta com espécies de animais bastante exóticas e coloridas. Isso é, sem dúvidas, um dos aspectos que atraem a atenção e a curiosidade de quem visita seus países. Alguns desses animais são bastante famosos, enquanto outros nem tanto. Contudo, mais do que conhecê-los visualmente, compreender o local onde eles vivem e os seus hábitos também pode ser muito interessante.

Ficou curioso para saber quais são eles? Continue a leitura e confira os 8 animais da Oceania para conhecer!

1. Canguru

Esse talvez seja o mais conhecido dos animais da Oceania, por isso não poderíamos deixar de citá-lo. Contudo, será que você sabe mesmo tudo sobre esse animal que é um dos símbolos da Austrália? O canguru é um mamífero do grupo dos marsupiais, de porte grande, podendo chegar a 2 metros de altura e pesar 85 quilos.

Ele tem uma cabeça pequena e orelhas grandes eretas. As suas patas dianteiras são mais curtas, enquanto as de trás são alongadas, perfeitas para dar bons saltos, o que é, aliás, uma especialidade exclusiva sua.

Uma característica que torna essa espécie ainda mais interessante é o fato de a fêmea carregar seus filhotes dentro de uma “bolsa” localizada na parte da frente do corpo por até 9 meses. Esse mamífero pode viver em florestas, campos, bosques, savanas e desertos. Entretanto, ele também pode ser encontrado nas cidades e, talvez, por isso são muito sociáveis. Também, há quem tenha como costume se alimentar da carne deles por lá.

2. Coala

Ainda na onda dos animais mais famosos e fofos da Oceania e, mais especificamente, da Austrália, não podemos esquecer o coala, outro do grupo dos mamíferos marsupiais. Ele geralmente tem a cor cinza, com manchas brancas pelo corpo e um focinho preto inconfundível.

Capazes de escalar árvores com suas garras, os coalas vivem no nordeste e sudeste do país, nos eucaliptos, alimentando-se das folhas da planta. Uma curiosidade sobre eles é que esse bicho consegue viver com pouca ingestão de água, já que obtém esse líquido dos vegetais que consome (podendo chegar a 1 quilo por dia).

A notícia ruim é que, ainda que não esteja em extinção, a quantidade de seres dessa espécie tem reduzido bastante em terras australianas. A expansão das cidades e a redução de eucaliptos têm contribuído para isso.

3. Bilby-grande

Apesar do nome, esse animal mede aproximadamente 55 centímetros e pesa cerca de 2,5 quilos apenas. O bilby-grande também é um dos marsupiais típicos da Austrália que se alimenta de sementes, frutas, larvas e fungos vegetais.

Essa espécie vive em regiões semiáridas e tem grande habilidade para cavar a terra, podendo fazer covas de até 3 metros de profundidade. Por esse motivo, são de difícil predação por raposas e dingos e a sua visualização por seres humanos depende de sorte.

4. Dingo

Ele se parece com uma raposa ou um cachorro doméstico, mas na verdade é um cão selvagem que vive em florestas, bosques, campos e desertos da Austrália. Ele é de porte médio, tem orelhas apontadas para cima, focinho pontudo, uma cabeça grande e a maioria deles tem pelagem marrom.

Bastante agressivo, ele vive sozinho ou anda em bandos para caçar animais maiores, como os cangurus. Assim como os lobos, eles utilizam o uivo como forma de comunicação uns com os outros. Interessante, não é mesmo?

5. Equidna

Com o corpo todo coberto de espinhos, a equidna tem algumas semelhanças com os ouriços. Aliás, essa característica é o que afasta predadores. Para se defender, esse animal contrai o seu corpo, assumindo um formato arredondado, como um tatu, deixando apenas os objetos pontiagudos à mostra.

A equidna é de pequeno porte, medindo de 30 a 45 centímetros e pesando até 6 quilos. Apesar de não ter dentes, sua língua pegajosa facilita a sua busca noturna por alimentos, que são basicamente plantas pequenas, insetos e formigas.

6. Kiwi

O kiwi é uma espécie de ave do gênero Apteryx, endêmica da Nova Zelândia e que não voa. Isso porque esse animal tem asas vestigiais escondidas sob sua plumagem que muito se assemelha a pelos.

Ele tem um bico fino, alongado e flexível, que o auxilia na caça por insetos e larvas. As suas pernas longas servem para correr rapidamente pelo solo, enquanto os seus olhos pequenos proporcionam facilidade para enxergar no escuro.

Embora sejam um símbolo de seu país de origem, emprestando inclusive o seu nome para os seres humanos neozelandeses, infelizmente algumas espécies de kiwis estão ameaçadas de extinção. Outras estão quase na lista de risco de desaparecimento.

7. Ornitorrinco

O ornitorrinco é um animal bastante peculiar da Oceania. Ele se parece com uma lontra, não fosse uma característica exclusiva sua: a presença de um bico que funciona como um sensor para auxiliá-lo na busca de alimentos.

Como se não bastasse a sua aparência que parece misturar uma lontra com um pato, outra característica inusitada do ornitorrinco é que ele é um mamífero que põe ovos. Apesar de viver na terra, esse animal gosta muito de nadar. O seu corpo é robusto, cheio de pelos de tom marrom-escuro e seus membros são curtos.

8. Crocodilo australiano

Agora, indo da terra para a água, o crocodilo australiano, que vive nas águas ao norte da Oceania, é o maior réptil do mundo atualmente. Os machos da espécie podem chegar a 6 ou 7 metros de comprimento e 1.500 quilos, enquanto as fêmeas alcançam 2 a 3 metros.

Eles vivem em rios e estuários, mas também podem ser encontrados nas costas de mar aberto. Enquanto jovens, eles têm um tom amarelado com pintas e vão escurecendo ao chegar à fase adulta.

O crocodilo australiano é bastante agressivo e carnívoro. Nos primeiros anos de vida, ele se alimenta de pequenos peixes, insetos e crustáceos. Com o passar do tempo, ele passa a ingerir seres maiores, como tartarugas e até mesmo búfalos.

Sendo assim, conhecendo melhor alguns animais da Oceania, você deve ter compreendido o porquê de esse continente atrair tantos visitantes, inclusive brasileiros. Afinal, a sua fauna é apenas uma demonstração do que ele pode oferecer quanto às novas experiências e conhecimentos.

Depois de saber mais sobre essas espécies, dá ou não dá aquela vontade de ir lá vê-los de perto? Então, partiu planejar a sua viagem para a Oceania! Seja para um intercâmbio, seja a turismo, com certeza, vai valer muito a pena conhecer esse destino encantador.

Por falar da fauna desse continente, a grande barreira de corais na Austrália é outro espetáculo da natureza que merece uma visita. Saiba mais sobre ela!

Mail